Andarilhos virtuais...

21 de março de 2009

Circe nas veias!

video

Estralos
nos ouvidos,
corpo
paralisado
e mãos
formigando.

O choque
foi
de repente,
a luz
momentânea
desapareceu
num piscar
de olhos.

Nada grave,
mas o susto
me fez
acreditar
na morte
segurando
meus dedinhos.

O raio
tocou o chão
e acariciou
minhas
células agitadas.

Nada grave,
mas eu gritei
de dor
ilusória.
- Estou bem, já disse!
Mas não me
deixe só
ouvindo
os estralos.

Fique bem
perto e
abrace
meus elétrons
descontrolados.

Não me
deixe aqui
solitária
encolhida no
canto da cama.
Fica comigo,
me protege.

Meu corpo
tremeu até
o dia seguinte...

Nada grave,
mas hoje não
me chamo mais Larissa.
Minha identidade
transita.
Minha vida
metamorfoseia.
Não sou como
antigamente
e aposto
que você também não.

Meu nome
é CIRCE!
Não sei
como explicar,
mas algo
diferente
mexeu nas
minhas veias
e chacoalhou
meu cérebro.

Estralos
nos ouvidos
e lembranças
da minha
infância.
Corpo paralisado
e tempo
acelerado.
Mãos formigando
e choques
latejando.


P.s1: Não sei ao certo se eu levei um chocão, mas no dia 08/03/2009 caiu um raio próximo da minha casa e eu senti 0,5% da potência dessa luz fatal. Ouvi um estralo - na hora eu estava usando um fone de ouvido ligado ao computador -, depois senti meu corpo paralisado, dormência e no outro dia minhas mãos ainda estavam formigando. Ah, então, você me pergunta se foi por isso que eu resolvi mudar de nome? O que tem a ver? Bom, não tem nada a ver. Mas é por outros motivos que resolvi mudar de nome. Gosto da história da Circe e acho que em alguns pontos temos algo parecido. Hum, nunca transformei nenhum homem em porco, mas, assim que eu descobrir a fórmula da poção, vou realizar esse desejo inconsciente.
Para quem ainda não leu, meu amigo Ivair Lima fez um poema sobre essa minha mudança de nome. Confira: Metamorfose andante (Paralelos).
http://circearaujo.blogspot.com/search/label/Metamorfose%20andante

P.s2: Clique no título, aperte o play, veja o vídeo e ouça a música do Megadeth - These Boots (Censored).

Nenhum comentário: